Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
«Este é um lugar seguro porque Fátima é um lugar de paz»
07.04.2017
As entidades envolvidas na preparação da visita do Papa ao Santuário de Fátima promoveram hoje uma conferência de imprensa com o intuito de informar sobre o andamento da preparação para a visita do Santuário e de tranquilizar todas as questões relacionadas com a segurança do evento.


Da parte do Santuário, a grande preocupação do Pe. Carlos Cabecinhas, o reitor, foi a de reforçar que Fátima «é um espaço seguro». «Quando a atualidade nos mostra tanta insegurança, é importante sublinhar que Fátima é um lugar seguro. Tudo o que está ao nosso alcance foi feito e a nossa convicção é de que este é um lugar seguro, porque Fátima é um lugar de paz», referiu o sacerdote.
 
Sobre a visita, o Pe. Carlos Cabecinhas reforçou o convite para que todos venham estar com o Papa, mesmo que não consigam entrar no recinto de oração, até porque, disse, «fazer a festa com o Papa não é só entrar no recinto». Neste sentido, informou que o Papa fará dois percursos em papamóvel aberto para saudar todas as pessoas. «Na chegada, na tarde do dia 12, todos os que desejarem são convidados a saudar o Papa, num gesto de acolhimento festivo, no percurso do Estádio Municipal ao santuário. Do mesmo modo, no início da tarde do dia 13, todos os que o desejarem terão oportunidade de se despedir do Papa» que atravessará em veículo aberto o percurso pela avenida principal do Santuário até à Rotunda Norte.
 
Bolsas de estacionamento fora de Fátima e ecrãs gigantes
Para todos os peregrinos que não conseguirem entrar no recinto, o município de Ourém e o Santuário de Fátima estão a preparar a colocação de ecrãs gigantes. Para além dos já anunciados pelo Santuário, Paulo Fonseca, presidente da Câmara de Ourém, anunciou hoje que haverá quatro ecrãs gigantes colocados em locais fora do recinto «para aliviar a pressão nas entradas do Santuário». «Haverá quatro ecrãs gigantes fora do recinto do santuário: na Av. José Alves Correia da Silva, um de cada lado em relação à basílica, outro na Praça pe. Condor e outro na rua Francisco Marto, para aproveitar a largura da rua e permitir que muitos milhares de pessoas possam estar ali a assistir», disse.
 
Paulo Fonseca, Presidente da Câmara de Ourém
O presidente da Câmara de Ourém estima que «um milhão de pessoas» venha à Cova de Iria para o 12 e 13 de maio, e «que oito milhões de pessoas visitem o santuário durante este ano». À luz destes números, e do esperado aumento de peregrinos, vão ser criadas 20 bolsas de estacionamento para viaturas ligeiras fora de Fátima, em Ourém e noutros concelhos limítrofes, para permitir que os parques na Cova de Iria alberguem mais autocarros.
 
Para essas bolsas, Paulo Fonseca avançou que será criado um sistema de transfers gratuitos com 75 autocarros para todos os peregrinos, de e para o Santuário de Fátima, para permitir operacionalizar e agilizar as entradas na cidade. «Há um mapa que divide a região em 4 cores e cada bolsa com um número adequado, com senhas que serão distribuídas a todos os peregrinos, para usarem no regresso. As bolsas permitem receber muitas viaturas, cerca de 18 mil lugares de estacionamento, e serão patrulhadas pelas forças de segurança», disse Paulo Fonseca, que, no entanto, reforçou a necessidade de «não deixarem objetos de valor à mostra dentro das viaturas».
 
Ainda em relação à circulação, as entidades presentes reafirmaram a necessidade de todos os agentes económicos de Fátima pedirem acreditação para as suas viaturas ou de fornecedores, sob pena de, nos dias 12 e 13, a circulação das mesmas não ser possível.
 
Para as pessoas com mobilidade reduzida, está a ser criado um parque específico para esses peregrinos, que também devem acreditar a sua viatura para o poderem usar, no parque 12, junto ao centro pastoral Paulo VI.
 
Gabinete de apoio ao peregrino e acampamentos de peregrinos
Para poderem responder «às mil perguntas que um visitante terá e necessitará de apoio», o município de Ourém criou um gabinete de apoio, cujos contatos foram hoje divulgados, e que servirá para fazer face a situações inesperadas. O gabinete estará montado no posto de informação turística de Fátima, mas poderá ser contactado também por mail - fatima2017@cm.ourem.pt - ou pelo telefone 249 070 303.
 
Sobre as «contas da festa», o presidente da câmara de Ourém explicou que a verba de cinco milhões que tem sido avançada pela comunicação social não corresponde à verdade. «Esse é o máximo de apoio que o governo irá conceder, a todas as entidades envolvidas, não é uma verba para a câmara. A Câmara de Ourém apresentou um pedido de apoio de um milhão de euros ao governo, e esta manhã o ministro adjunto Eduardo Cabrita garantiu-me, verbalmente, o apoio do governo para esse valor», revelou.

O Major Bruno Marques, da GNR
Sobre os peregrinos que por norma acampam nas zonas do santuário, o Major Bruno Marques, da GNR, informou que está a ser criado um espaço de acampamento fora do recinto do santuário, e que «apenas aí» será permitido acampar. Quanto aos peregrinos que desejem pernoitar no recinto do santuário, o Pe Carlos Cabecinhas informou que irão ser acompanhados o melhor possível, mas aproveitou para avisar que durante toda a noite haverá uma vigília de oração a decorrer no recinto. «Aos que ficam no recinto, é feito o desafio de continuarem em oração. O recinto será um espaço de oração, não um parque de campismo», reforçou.

 
Texto e fotos: Ricardo Perna
Continuar a ler