Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Felicidade a um click de distância?
14.02.2017
A funcionar há 16 meses em Portugal, mas com uma experiência de dez anos na Alemanha, o sítio web Dates Católicos propõe-se encontrar a cara-metade de cada católico que se inscreve. A ferramenta orienta e cruza os dados dos utilizadores para fazer um encontro tão próximo da perfeição quanto possível. E já conseguiu pelo menos dois casamentos.
 António e Marta Pimenta de Brito, fundadores do sítio datescatolicos.org
«A comunidade para quem procura a sua cara-metade e quer partilhar fé e valores.» É a primeira frase que lemos ao entrar no portal datescatolicos.org, uma plataforma de encontros online como tantas outras que existem espalhadas por todo o mundo, mas com uma singularidade que a distingue. «Nos nossos termos e condições, um dos requisitos é ser católico ou desejar a curto prazo entrar na Igreja Católica, outro é estar em condições de casar», refere António Pimenta de Brito, um dos fundadores do sítio. A outra fundadora é a esposa, Marta Pimenta de Brito, psicóloga, que explica que, apesar da especificidade no acolhimento dos membros, isso não significa menor diversidade. «Temos quatro mil membros ativos, mas diferentes tipos de católicos: uns muito envolvidos nas paróquias e movimentos; os que vão à Missa todas as semanas; os que só vão à Missa em dias de casamento ou funeral; e os que nos censos dizem que são católicos mas que não vão sequer à Missa», explica, para argumentar o porquê de o matching (o encontro de dois perfis aparentemente idênticos) nem sempre resultar à primeira.

A inscrição no sítio web é gratuita. Somos levados por uma bateria de questões que visam construir o nosso perfil na plataforma, perfil esse que depois será cruzado com o de todos os outros membros à procura da pessoa certa, ou, pelo menos, com as respostas certas. Se pretendermos visualizar as fotos dos membros ou iniciar contactos, há um pagamento: 24 € por uma permanência de três meses na plataforma, 60 € pela anuidade.

O casal fundador do sítio web diz que já recebeu relatos de mais de 50 relações iniciadas na plataforma, e pelo menos dois casamentos, um já realizado, outro agendado. O caso de maior sucesso até hoje é, obviamente, o do casamento da Mafalda e do Luís, ela a viver em Coimbra e ele no Algarve, uma relação que «apenas aconteceu porque se encontraram na plataforma», assegura Marta. «No Dates, trocámos pedido de amizade nos últimos dias de março, ainda semana de Páscoa e Ressurreição. Decidimos, por convicção, que deveríamos ser prudentes no conhecimento, tendo sido, por isso, uma experiência muito positiva para a nossa relação. Tendo iniciado amizade por mensagem durante o primeiro mês, por voz no segundo e pessoalmente no terceiro, exatamente no fim de semana de feriado muito importante do Corpo de Deus. Passado um mês, exatamente, fizemos o C.P.M. – Curso de Preparação para Matrimónio, de noivos, necessário para o casamento na Igreja, pois, dada a nossa maturidade e por isso também alguma experiência de vida, com 50 e 45 anos decidimos casar no dia 1 de outubro, data de seis meses de namoro.»

Neste Dia dos Namorados, se ainda não encontrou a sua cara-metade, sente-se à frente do computador e preencha o seu questionário. Quem sabe não encontra a pessoa perfeita para si?

Excerto da reportagem publicada na edição de fevereiro da FAMÍLIA CRISTÃ de 2017. 
 
Texto e foto: Ricardo Perna
 
Notícias relacionadas:
- Um site de encontros para católicos?
Continuar a ler