Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Marcelo Rebelo de Sousa: «O meu estilo gosta muito do Papa Francisco»
16.03.2017
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, elogiou ontem o «estilo» do Papa Francisco, que considera muito próximo do seu.


O presidente falava no lançamento do livro «Conversas em altos voos», da autoria da jornalista vaticanista Aura Miguel, obra da PAULUS Editora que conta com um prefácio de Marcelo Rebelo de Sousa, razão pela qual apareceu de surpresa no lançamento. «Agradeço à Aura Miguel como católico, como português e como Presidente da República, por esta ordem», referiu o presidente nas breves palavras que dedicou à autora e à assembleia que encheu a sala no El Corte Inglés, em Lisboa.
 
Revelando que «o Papa preferido da Aura é João Paulo II, e Bento XVI o que estará mais próximo do seu estilo», Marcelo elogiou a «humildade cristã da autora» e o «mérito» que o livro tem de retratar um Papa com o qual a autora não se identifica tanto. «Com este livro, ela mostra que o nosso Papa é o Papa de cada momento, e por isso ficamos muito gratos», referiu, revelando ainda que «o meu estilo gosta muito do Papa Francisco».
 
Na apresentação do livro esteve também Leonor Beleza, convidada para apresentar a obra. A antiga ministra e presidente da Fundação Champalimaud elogiou a obra, que é o relato da entrevista que a jornalista teve com o Papa e a descrição de todos os momentos que levaram a essa entrevista, referindo que «o contexto que é agora revelado valoriza muito o livro». «Dá a conhecer a própria Aura de uma forma que não é habitual nos jornalistas. É um relato intenso das dúvidas, dos constrangimentos, da surpresa, da dificuldade em aguentar o segredo, e a satisfação de conseguir uma coisa única, ainda por cima com o Papa», afirmou.


Sobre o conteúdo, Leonor Beleza referiu que é «percetível a distinção com que o Papa trata a Aura, a Rádio Renascença e também a nós», argumentando que «toda a entrevista éum convite ao risco, à Igreja em saída». «Aprecio muito o desafio aos jovens, principalmente para que se envolvam na vida política. Como nós precisamos disso», sustentou.
 
A presidente da Fundação Champalimaud considerou que este Papa «veio para nos questionar, a nós e aos nossos caminhos».
 
Aura Miguel e o «turbilhão» que é o Papa Francisco
A autora estava «muito grata» a toda a gente. «Queria agradecer a paciência da PAULUS e do Pe. José Carlos Nunes em aguardar pela saída da obra, e queria agradecer à Rádio Renascença pela clara opção de acompanhar o Papa na sua linha editorial», disse.

Aura Miguel acompanha os Papas há mais de 30 anos, mas refere que nada a preparou para esta realidade. «O Papa Francisco é um turbilhão, e às vezes dou por mim a desejar que ele vá para retiro, para eu poder descansar e trabalhar noutras coisas», brincou. «O livro fala deste turbilhão em que fui apanhada pelo Papa Francisco, que vale muito pelo seu lado humano, que o leva a querer abraçar todos quantos estão ao seu redor», disse Aura Miguel.
 
No final, cantaram-se os parabéns à autora, que fazia anos nesse mesmo dia, e teve lugar a habitual sessão de autógrafos, muito concorrida, já que é uma figura querida de todos quantos se habituaram a acompanhar os seus relatos de Roma e de vários pontos do mundo através das ondas da rádio.

Em baixo pode ver as melhores fotos do evento.
 
Texto e fotos: Ricardo Perna
Continuar a ler