Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Alto responsável do Vaticano elogia «coragem» dos bispos portugueses
11.05.2022
O substituto da Secretaria de Estado da Santa Sé, D. Edgar Peña Barra, elogiou hoje em Lisboa a «coragem» dos bispos portugueses em terem avançado com a criação da Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa. O prelado, que é o número 3 na hierarquia do Vaticano, logo depois do Papa e do Cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, falava numa conferência sobre sinodalidade promovida pelo Instituto Superior de Direito Canónico da Universidade Católica Portuguesa hoje, em Lisboa.

 
D. Edgar Peña Barra afirmou que devia «reconhecer o mérito dos bispos de Portugal em ter criado uma comissão independente para estudar a dolorosa questão dos abusos de menores. Ninguém os obrigou: é uma iniciativa louvável», referiu. O mesmo elogio já tinha sido feito ontem, na conferência sobre abusos sexuais promovida pela comissão independente, pelo Pe. Hans Zollner, membro da Comissão Pontifícia para a Tutela de Menores da Santa Sé, que indicou que os bispos portugueses, ao contrário de outros países como Espanha, EUA ou Alemanha, que apenas tinham avançado para o estudo do problema depois de terem sido denunciados vários casos pela comunicação social, tinha resolvido avançar para conhecer a realidade por iniciativa própria.
 
O Substituto da Secretaria de Estado da Santa Sé, que está em visita oficial a Portugal e irá presidir às celebrações da Peregrinação Aniversária Internacional de Maio no Santuário de Fátima, defendeu que, na Igreja, «estamos todos a fazer um trabalho muito sério» nesta área dos abusos, acrescentando que «outras realidades da sociedade ainda têm trabalho para fazer, mas nós estamos a fazer o nosso».
 
Este responsável do Vaticano considerou ainda que, no final, a Igreja Católica será «Mater et Magistra [Mãe e Professora], porque levámos o assunto com seriedade e preocupação».
 
D. Edgar refere que é essencial que haja uma «cultura do respeito». «Nem todos somos santos, mas caminhamos nesse sentido», afirmou aos estudantes de direito canónico, sacerdotes e leigos presentes na conferência.
 
Também presente na conferência, D. Ivo Scapolo, núncio apostólico em Portugal, recusou-se a comentar o tema, quando questionado pela Família Cristã.
 
Segundo a Secretaria de Estado do Vaticano, D. Edgar Peña Barra terá ainda, durante a sua estadia em Portugal, encontros privados com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com o primeiro-ministro António Costa e com a ministra Ajudanta e dos Assuntos Parlamentares Ana Catarina Mendes, com o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente  e com o Príncipe Rahim Aga Khan.



Para além disto, irá inaugurar e visitar as instalações do Comité Organizador Local da Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, que vão ficar instaladas na Rua do Grilo, em Lisboa, junto do edifício onde funcionará a equipa de trabalho nomeada pelo Governo para acompanhar a JMJ, liderada por José Sá Fernandes, que já tinha indicado, na entrevista que deu à Família Cristã, que o COL iria ter as suas instalações de trabalho no edifício ao lado da equipa do Governo, para «facilitar a comunicação» entre todos.

 
Texto e fotos: Ricardo Perna
Continuar a ler