Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Bispos determinam fim do uso de máscaras nas missas
22.04.2022
A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) emitiu hoje uma nota na qual dá indicação de que «deixa de ser obrigatório o uso das máscaras nos espaços das celebrações e outras atividades pastorais da Igreja».

 
A nota refere que a decisão vem colocar termo às indicações de 28 de fevereiro, que mantinham a necessidade de utilização de máscaras nos espaços celebrativos, embora se mantenham «as restantes orientações emitidas a 28 de fevereiro de 2022».
 
A decisão dos bispos é, no entanto, acompanhada de um pedido de precaução «num sentido de bom senso e responsabilidade», avisando que «a pandemia não acabou» e que haja, por isso, «cuidados acrescidos nos espaços fechados onde o devido arejamento nem sempre é possível».
 
Esta nota, que entra de imediato em vigor, já estava a ser aguardada desde que o Presidente da República promulgou ontem à noite o Decreto-Lei 30-E/2022 de 21 de abril da Presidência do Conselho de Ministros, que estabelece o final da utilização obrigatória de máscaras em espaços fechados, com exceção «dos estabelecimentos e serviços de saúde, das estruturas residenciais ou de acolhimento ou serviços de apoio domiciliário para populações vulneráveis ou pessoas idosas, bem como unidades de cuidados continuados integrados da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados e, ainda, os transportes coletivos de passageiros, incluindo o transporte aéreo, bem como no transporte de passageiros em táxi ou TVDE».

 
Texto e foto: Ricardo Perna
 
 
 
 
 
 
 
Continuar a ler