Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Caminhada pela vida quer referendo à eutanásia
28.10.2019
A Caminhada pela Vida fez-se em cinco cidades portuguesas (Lisboa, Porto, Aveiro, Braga e Viseu). De acordo com a Rádio Renascença, milhares de pessoas saíram à rua defendendo a vida desde a conceção até à morte natural. Este ano, mais uma vez, o foco maior foi a defesa do não contra a eutanásia.




José Maria Seabra Duque, coordenador da Plataforma Caminhada pela Vida, afirmou que «a Caminhada pela Vida 2019 foi mais um grande momento de testemunho da força do povo pró-vida. Fomos mais de dez mil pessoas em Lisboa, Porto, Aveiro, Braga e Viseu. Foram pessoas de todas as idades, mas sobretudo muitos, muitos jovens».

Novidade desta vez é a defesa e promoção de um referendo à legalização da morte assistida. A Federação Portuguesa pela Vida vai dinamizar a recolha de 60 mil assinaturas para uma iniciativa popular de referendo.
 
Texto: Cláudia Sebastião
Fotos: Caminhada pela Vida
Continuar a ler