Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
​Conselho Pastoral e Diáconos de Lisboa ao lado do Patriarca
11.08.2022
Depois do Secretariado Permanente do Conselho Presbiteral, hoje foi a vez da Comissão Permanente do Conselho Pastoral Diocesano e da Comissão Coordenadora do Diaconado Permanente emitirem notas de apoio a D. Manuel Clemente, Cardeal Patriarca de Lisboa, na sequência das polémicas que envolveram o prelado e o Patriarcado nas últimas semanas.

 
A Comissão Coordenadora do Diaconado Permanente emitiu uma nota onde refere ter acompanhado «com atenção e tristeza, as notícias das últimas semanas sobre a Igreja em Portugal, e a Igreja diocesana de Lisboa em particular, notícias essas geralmente acompanhadas de muitas especulações e inverdades, nomeadamente acerca do Patriarca de Lisboa».
 
Neste sentido, os representantes dos diáconos Permanente vieram a público para fazer «eco daquilo que muitos dos diáconos da diocese nos têm transmitido ao longo destes dias» e «manifestar ao nosso Patriarca o nosso afeto e proximidade, bem como a nossa fidelidade e incondicional comunhão».
 
Após esta nota, foi a vez da Comissão Permanente do Conselho Pastoral Diocesano ver a público defender o seu bispo, destacando «a entrega incondicional e sem reservas do Sr. D. Manuel Clemente ao serviço da Igreja e da sociedade portuguesa».
 
Os membros da Comissão relevam «o seu [D. Manuel Clemente] empenho decidido no combate à chaga dos abusos sexuais de menores e pessoas vulneráveis nos ambientes eclesiais, com atenção primordial à proteção das vítimas, na possível reparação dos danos do passado e na mais cuidada e vigorosa prevenção da sua repetição no futuro», e é por isso que consideram que a «intensa cobertura mediática» dos últimos dias tem provocado uma «condenação pública» com base em declarações «cujo sentido tem sido distorcido», sustentando que a dita cobertura mediática «não tem em conta a globalidade da sua ação neste campo e que nada tem a ver com a proteção das vítimas desse crime».
 
Ambas as notas terminam, reforçando a «vontade» de continuar a trabalhar sob a direção e presidência do atual Cardeal Patriarca de Lisboa.

 
Texto e foto: Ricardo Perna
Continuar a ler