Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Coronavírus: é «pecado grave» prejudicar a saúde pública
12.03.2020
Os padres da cidade de Braga estiveram reunidos para perceber como combater a pandemia de coronavírus no nosso país. Nesta reunião apelaram «a todos os cristãos para tomarem muito a sério a epidemia em curso, tendo os cuidados de higiene amplamente divulgados e tudo fazendo para evitarem ao máximo a exposição pública, onde as possibilidades e perigo de contágio são maiores».


Um comunicado dá conta que durante a reunião mensal de hoje, os párocos e capelães da cidade de Braga consideraram ainda que o principal grupo etário visado pelo vírus, os idosos, devem «abster-se até de participar na eucaristia, a não ser com o máximo cuidado, dado os perigos reais que correm».

Neste sentido, defendem que «é pecado grave infringir os cuidados recomendados que favorecem a saúde pública», e por isso a colaboração e cooperação constituem «uma obrigação acrescida para quem se afirma cristão».

Decidido ficou também que, apesar de se manterem as eucaristias e o lausperene quaresmal, a Visita Pascal deste ano foi cancelada, assim como a atividade «24 horas para o Senhor».

Cancelados estão, também, os horários públicos de atendimento de confissão, «até as circunstâncias permitirem o normal funcionamento», e não há nenhuma referência à possibilidade de absolvições em grupos.

Seguindo o apelo do Papa Francisco, os sacerdotes querem estar «junto dos doentes, com a Palavra de Deus e a Eucaristia. «São essas periferias existenciais que eles querem frequentar, apesar dos riscos, nesta particular ocasião de sofrimento para tantos», garante o comunicado publicado nas redes sociais.
 
Texto e foto: Ricardo Perna
Continuar a ler