Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
D. José Ornelas é o novo bispo de Leiria-Fátima
28.01.2022
D. José Ornelas é o novo bispo de Leiria-Fátima. A nomeação oficial, conhecida hoje, transfere o atual bispo de Setúbal e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa para a diocese de Leiria-Fátima, onde D. António Marto comemora este ano 75 anos, idade limite para o pedido de renúncia que o Vaticano tem definido.

 
A nomeação acaba por ser uma surpresa, já que ainda em maio este ano, D. António Marto referia à Família Cristã que esperava levar «até ao fim o programa» na diocese (que só terminava em 2023) e que não atirava a «toalha ao chão», mas o que é facto é que surge agora a nomeação de D. José Ornelas ainda antes das nomeações de Angra e Bragança-Miranda, que recentemente perderam os seus bispos titulares para as dioceses de Viana e Braga, respetivamente.
 
D. José Ornelas estava há seis anos em Setúbal, onde tinha chegado vindo do seu tempo como superior-geral dos Dehonianos.
A tomada de posse, na Catedral de Leiria, está marcada para 13 de março. «Quero saudar D. António Marto, com quem fui aprendendo a fazer caminho de amizade e de serviço na Igreja, que muito estimo. Aprendemos a ser amigos, à sombra do Evangelho, e isso é sempre uma boa razão de viver na Igreja», referiu D. José Ornelas, em declarações à Agência ECCLESIA.
«Tenho o gosto e o desafio de suceder-lhe nesta missão», acrescentou, referindo ainda que espera que a nomeação do novo bispo de Setúbal seja rápida. «Esperamos sim que isso [a nomeação do novo bispo] não demore muito, porque isso não é bom», advertiu o prelado.
 
D. António Marto também já reagiu à nomeação, revelando que o seu pedido de resignação já havia acontecido quando celebrou 74 anos, ou seja, em março do ano passado. «Neste sentido, ao aproximar-se a idade que o direito canónico estabelece como limite destas funções e consciente também de maior limite das forças físicas e anímicas para exercer adequadamente o cargo, face às exigências pastorais da Diocese e do Santuário de Fátima, apresentei ao Santo Padre o pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese, quando completei 74 anos. Quero agradecer, profundamente reconhecido, a compreensão tão paternal, tão amiga e afetuosa do Papa Francisco, manifestada pessoalmente, quando lhe apresentei o meu pedido», contou o cardeal, numa mensagem vídeo divulgada pela diocese.
 
Sobre o novo bispo, D. António Marto refere que é «um bispo com “o cheiro das ovelhas”, de uma relação próxima e afável com o povo fiel de Deus, leigos, padres e membros da vida consagrada, aberto ao diálogo ecuménico e inter-religioso como também aos não crentes». «Por todas estas qualidades, é hoje uma personalidade reconhecida e muito estimada na sociedade civil e na Igreja. A Diocese de Leiria-Fátima está pois de parabéns!», considera o prelado.
O reitor do Santuário de Fátima também já reagiu à nomeação e agradece a «solicitude pastoral» do cardeal D. António Marto, ao mesmo tempo que dá as boas-vindas ao novo bispo, D. José Ornelas Carvalho. «Neste momento, quero agradecer ao senhor cardeal D. António Marto toda a dedicação que teve para com o Santuário de Fátima e para com os seus peregrinos. Não tenho dúvidas de que ficará no coração dos peregrinos de Fátima, quer pela sua proximidade, quer pela profundidade da sua reflexão sobre Fátima e a sua Mensagem quer, ainda, pela sua solicitude pastoral», afirma o padre Carlos Cabecinhas, nomeado reitor do Santuário por D. António Marto, em 2011. Ao mesmo tempo, dá «as boas-vindas ao senhor D. José Ornelas Carvalho, que assume agora esta nova missão».

 
Texto e fotos: Ricardo Perna
Continuar a ler