Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Dicas úteis para quem tem ou quer ter animal de estimação
20.07.2019
Está a pensar ter um animal de estimação? Deve ter em conta as seguintes questões. Tem disponibilidade para os cuidados de que necessita? Consegue pagar os encargos com a alimentação, registos, vacinas e educação, higiene, etc.? Já pensou no que fará ao animal quando for de férias?



Como escolher?
A veterinária Vitória Martins aconselha a escolher um animal mais pequeno, se vive num apartamento; Se tem horários irregulares e não consegue ir passear o animal quatro vezes ao dia, não opte por um cão.

Em Portugal, tem aumentado o número de gatos. Estes animais precisam de pouco espaço, não precisam de ser passeados e são mais independentes do que os cães.

Decidiu ter um animal e agora não sabe como fazer ou onde encontrar ou comprar? Pode ir a lojas de animais. Mas também pode adotar um animal numa associação ou nos canis municipais. Além disso, muitas vezes, pessoas individuais oferecem animais bebés.

O que precisa para receber o animal?
Quando se recebe um animal em casa, já deve ter pronto o espaço para ele, com uma cama ou cesto para dormir, comedouro e bebedouro e alimentação adequada à idade. Se for bebé, é natural que sinta falta da mãe e lhe seja difícil adaptar-se à nova casa. Vitória Martins aconselha um período de quarentena, para deixar o bicho ambientar-se à casa e à família antes de levar vacinas. Dê-lhe mimo e há quem aconselhe colocar um saco de água morna na cama para lembrar o calor da mãe.

Na sua página de internet, a Câmara Municipal de Odivelas recomenda algumas regras de convivência e higiene, que reproduzimos aqui:

- «Lave separadamente os recipientes destinados à alimentação do seu cão ou gato e passe-os por água fervente.

- Depois de acariciar o seu animal de estimação ou tocar nos seus objetos, lave bem as mãos com água quente e sabão.Não permita que as crianças beijem os animais e, muito menos, que partilhem os pratos e a cama com eles.

- Não deixe peixes, tartarugas ou pássaros ao alcance do seu cão ou gato, porque habitualmente geram-se "conflitos".

- Vacine os seus animais de companhia – leve-os com regularidade ao médico veterinário.

- Tenha sempre à mão uma pequena farmácia e os materiais de primeiros socorros que possam ser necessários para atender a necessidades súbitas de qualquer membro do agregado familiar, incluindo medicamentos específicos para o seu cão ou gato.

- Em qualquer dos casos, não atue sem o conselho de um Médico ou Médico Veterinário, consoante o caso.

- Guarde em local rapidamente acessível números de telefone úteis, como o da Clínica Veterinária habitual, Centro de Informação Antivenenos, etc.»


 
A que obriga a lei?
- Identificação eletrónica, o famoso chip, entre os 3 e os 6 meses de idade;

- Depois, tem 30 dias para registar e licenciar na Junta de Freguesia da sua área de residência;

- A renovação da licença é anual;

- Cães e gatos são obrigados a andar na rua com coleira ou peitoral, onde deve estar inscrita a morada, nome e telefone do dono;

- Se o animal morrer, fugir ou for dado a outra pessoa, o dono tem de comunicar à Junta de Freguesia e cancelar o registo;

- Só podem ser alojados em casa até três cães ou quatro gatos adultos, não podendo ser, no total, mais de quatro animais;

- O abandono de animais de companhia ou a falta de prestação de cuidados em casa é contraordenação. A multa varia entre os 25 e os 3740 euros.

 
Texto: Cláudia Sebastião com informações da Câmara Municipal de Odivelas
em https://www.cm-odivelas.pt/pages/693
Foto: Gisela Merkuur e Mambel/Amber por Pixabay

 
Continuar a ler