Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Eucaristia, Misericórdia e Fátima
15.06.2016
Participei no 4º Congresso Eucarístico Nacional, celebrado em Fátima de 10 a 12 de junho, como um momento eucarístico reflectido e celebrado, a partir da experiência da misericórdia e da mensagem de Fátima.

«A Eucaristia é o coração de toda a liturgia, ponto de referência de todos os sacramentos e, inclusive, de toda a vida cristã», referiu D. Piero Marini, logo na primeira conferência, sublinhando que «na Liturgia, realiza-se para nós o que está escrito nos Evangelhos. Na Liturgia, e em especial na Eucaristia, podemos encontrar o Senhor Jesus e comunicar com a sua vida, (...) encontrar o médico da alma e do corpo e receber os remédios para tratar e curar as nossas feridas».

D. António Couto na sua conferência sobre «Maria mãe de misericórdia, mulher eucarística», partindo das fontes bíblicas evidenciou que«Maria não programou nada, nem rezou a Deus para que lhe desse um menino. Jesus é fruto da vontade livre de Deus. E são sempre assim as coisas grandes; nunca programadas! “Nós podemos programar uma festa mas não podemos programar a alegria” (Bento XVI, VD, 123).»

No segundo dia do Congresso, a Ir. Ângela Coelho, ao falar da «Eucaristia na Mensagem de Fátima», fez notar como a mensagem de Fátima vai desde as aparições do Anjo até às aparições de Nossa Senhora, incluindo as de Pontevedra e de Tuy a Lúcia. «Nelas aparece o mistério eucarístico e trinitário», que resumiu em 4 pontos da espiritualidade eucarística na mensagem de Fátima: 1º. Adoração como atitude do crente. 2º. A celebração da eucaristia. 3º. Adoração eucarística. 4º. Estilo eucarístico de vida. No final, recordou-nos o repto de São João Paulo II: «Onde floresce a vida eucarística floresce a vida da Igreja.»

O Prof. Borges de Pinho, da UCP, abordou o tema «A mensagem de Fátima, profecia da Misericórdia», sublinhando que «Fátima é a mais profética das aparições marianas modernas, mas não no sentido de antecipação de acontecimentos futuros. O seu sentido é uma leitura atual sobre a vontade de Deus para o tempo presente. A profecia aparece sobretudo como denúncia dos poderes deste mundo; trata-se de ler os acontecimentos do mundo com os olhos de Deus.»

Depois de um painel de testemunhos de uma família, de uma catequista, uma religiosa de clausura, e o reitor do santuário de Vila Viçosa, sobre a vida eucarística, o Card. João Braz de Avis proferiu a última conferência «A misericórdia na missão da Igreja». O prefeito da Congregação dos Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica constatou que «hoje somos atingidos por angústias e males, próprios da nossa humanidade frágil. Mas porque acreditamos no Senhor decidimos caminhar com Ele. E nesta peregrinação somos alimentados pela eucaristia que nos sacia e conforta.» «"Eu sou o pão da vida, quem vem a mim nunca mais terá fome quem crê em mim nunca mais terá sede." Esta promessa de Jesus é uma grande consolação para todos, especialmente para os que têm fome e sede. Ele é “Remédio de imortalidade”. Isto diz respeito à Eucaristia.» Por isso, afirmou o prelado, «somente junto de Jesus prolongadamente saberemos enfrentar os desafios que nos são colocados na vida».

O desejo final que ficou no ar foi que os congressos eucarísticos nacionais fossem celebrados mais regularmente, por exemplo a cada 5 anos. Regressei a casa com as palavras de Jesus: «Vai para casa, para junto dos teus, e anuncia-lhes tudo o que o Senhor, na sua misericórdia, fez por ti.» (Mc 5,19)
Fotos: Santuário de Fátima