Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Fernando Azevedo: «Vale a pena viver»
23.04.2020


Fernando Azevedo descobriu, há 12 anos, aos 44, que tinha esclerose lateral amiotrófica (ELA). «A minha história de vida foi que quando me foi diagnosticada a doença eu na altura ainda não fiquei assim muito preocupado porque ainda trabalhei uns anos. Não foi uma doença que me atacasse assim rapidamente como acontece com algumas pessoas», conta. Só mais tarde começou a sentir o impacto da doença e chegou a desistir e querer morrer. «Quando comecei a deixar de trabalhar, quando comecei a ficar em casa, fui-me abaixo um bocado. Chegou uma altura em que eu me achava um fardo. Eu não tinha condições de vida. Era só trabalho para a minha família.» Hoje alegra-se por não ter desistido. «Agora, a situação económica está um bocadinho melhor, graças a Deus. Não está perfeita, não. Mas está um bocadinho melhor», explica.