Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
«Fome de dimensões desconhecidas neste século» no Iémen
12.11.2018
A guerra do Iémen tem de acabar. O secretário-Geral das Nações Unidas diz que «temos já no Iémen um cenário de fome de dimensões desconhecidas no mundo neste século. É uma situação dramática. Julgo que há um consenso neste momento na Europa, nos Estados unidos, na Rússia e em muitos Estados da região de que chegou finalmente o momento de pôr fim a este conflito», disse numa entrevista à rádio France Inter. António Guterres diz que «deve haver uma solução política».
Neste momento, a ONU (Organização das Nações Unidas) ajuda oito milhões de pessoas. Mas o número pode aumentar no próximo ano.

Foto: Unicef/Ahmed Abdulhaleem

Na semana passada, o diretor regional da UNICEF para o Médio Oriente e Norte de África deu uma conferência na Jordânia depois de uma visita ao Iémen. Não teve mais palavras para caracterizar a situação, dizendo que as crianças iemenitas vivem no «inferno na terra». «Trinta mil crianças morem todos os anos no Iémen sobretudo por má-nutrição», disse Geert Cappelaere. Este responsável quis sublinhar que Amal, a menina que faleceu de fome no dia 1 de novembro não é caso único. A equipa da UNICEF esteve com muitas delas. «Estivemos com Adam, Abdulqudus, Sara, Randa e outros. Cada vez que os nomeio, vejo claramente imagens deles deitados nas camas. Muitos suportados pelas suas famílias. Outros só deitados, por sua própria conta, sem ninguém que tome conta deles.» Daí que diga que o «Iémen é hoje um verdadeiro inferno para as crianças; não é um verdadeiro inferno para 60 ou 50% das crianças; é um inferno para todas e cada uma das meninas e meninos no Iémen».

A UNICEF diz que este ano estão identificadas 1.8 milhões de crianças a sofrer de má nutrição severa e 400 mil crianças em risco diário de vida por causa disso. E a cada dez minutos uma criança morre por doenças que podiam se prevenidas. Geert Cappelaere fez um apelo: «Desafiamos todas as partes do conflito a juntarem-se sob a liderança do enviado especial, Martins Griffiths, e acordarem um cessar-fogo e um caminho para a paz no Iémen. A reunião está marcada para meados do mês na Suécia e tem aumentado a pressão para o fim do conflito, que já dura há vários anos.

Sabe onde fica o Iémen? Veja aqui o mapa:
Texto: Cláudia Sebastião
Fotos: UNICEF

 
Continuar a ler