Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Papa manifesta «proximidade» aos moçambicanos
24.08.2020
Depois do Angelus deste domingo, o Papa Francisco falou de Moçambique. O Santo Padre começou por lembrar o Dia Mundial em memória das vítimas de ações de violência baseados na religião e no credo, pedindo oração «por estes nossos irmãos e irmãs, e apoiemos também com oração e solidariedade aqueles - e são muitos - que ainda hoje são perseguidos por causa da sua fé religiosa». Pouco depois usou algumas frases para falar dos ataques em Cabo Delgado. «Gostaria também de reiterar a minha proximidade ao povo de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, que está a sofrer por causa do terrorismo internacional. Faço-o em memória viva da minha visita àquele querido país há cerca de um ano», afirmou.

Foto: Fundação AIS
Na semana passada, o Papa Francisco telefonou ao Bispo de Pemba, D. Luiz Lisboa. Citado pela Fundação AIS, D. Luiz Fernando Lisboa contou que o Papa lhe disse acompanhar «com muita preocupação» o que se está a passar na região e que enviou «a sua bênção apostólica a todo o povo de Cabo Delgado e de Moçambique».





 
Texto: Cláudia Sebastião
Continuar a ler