Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Papa vai consagrar Rússia e Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria
15.03.2022
O Papa vai consagrar a Rússia e Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria, em ligação a Fátima, no dia 25 de março, anunciou hoje o Vaticano, no mesmo dia em que, em 1984, João Paulo II o fez. «Na sexta-feira, 25 de março, durante a Celebração da Penitência, a que presidirá às 17h00 [menos uma em Lisboa] na Basílica de São Pedro, o Papa Francisco consagrará a Rússia e a Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria», informa o diretor da sala de imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni.


A nota, enviada à Agência ECCLESIA e divulgada online, adianta que “o mesmo ato, no mesmo dia, será realizado em Fátima por sua eminência o cardeal Krajewski, esmoler de Sua Santidade, como enviado do Santo Padre”.

A celebração, na Cova da Iria, vai decorrer na Capelinha das Aparições, segundo indicação do Santuário de Fátima.

O cardeal Konrad Krajewski, de nacionalidade polaca, esteve na última semana junto da população ucraniana, vítima da guerra, como enviado especial do Papa.

A 25 de março de 1984, o Papa São João Paulo II presidiu à consagração do mundo ao coração de Maria, no Vaticano, diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima, venerada na Capelinha das Aparições, a mesma que, em 2000, colocou entre os bispos de todo o mundo, consagrando-lhe o terceiro milénio.

O Santuário de Fátima tinha anunciado que iria enviar, e pedido do arcebispo de Lviv, a Imagem Peregrina para uma visita de um mês na Ucrânia arcebispo metropolita greco-católico de Lviv. «Unidos no mesmo espírito de oração, é com agrado que o Santuário de Fátima responde positivamente ao pedido de envio de uma Imagem da Virgem Peregrina de Fátima», refere a carta enviada pelo Santuário, na qual explicita que a deslocação desta imagem ao território ucraniano, que acontece pela primeira vez, se deve a este esforço pastoral de oração pela paz no mundo, em especial na Ucrânia.

Agora o Santuário fica ainda mais ligado ao conflito, através deste gesto do Papa Francisco.
 
Texto: Ricardo Perna (com Agência Ecclesia)
Foto: Vatican Media

 
Continuar a ler