Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Papa visita Fátima em 2023, revela Marcelo
12.03.2021
O Papa Francisco vai também visitar Fátima durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que decorre em 2023 em Lisboa, revelou hoje o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, após uma audiência privada na Cidade do Vaticano. «Foi, como tinha sido há cinco anos, uma ocasião para ver como o papa está atento a tudo. […] Falou, como é evidente, da ida a Portugal em 2023, a Lisboa e a Fátima - acrescentou logo - nas Jornadas Mundiais da Juventude», disse o chefe de Estado, em declarações reproduzidas pela Agência Lusa, no final do encontro do presidente da República com o Santo Padre.


Falando aos jornalistas portugueses em Roma, depois da audiência privada na Cidade do Vaticano, Marcelo Rebelo de Sousa revelou que o encontro «correu muito bem porque deu, em primeiro lugar, para falar da visita histórica do papa Francisco ao Iraque, do seu significado, das perspetivas que se podem abrir não apenas em termos dos cristãos que vivem no Iraque, mas sobretudo da pacificação no Médio Oriente, que é um tema muito importante, com a nova administração americana e com a evolução recente naquela região do globo». «Depois falou-se bastante da Europa, da União Europeia nesta fase da vida, da pandemia, da crise económica e social, da recuperação», assinalou.

Notando que o sumo pontífice está em «grande forma física e psíquica», Marcelo Rebelo de Sousa relatou que o papa está, ainda assim, «naturalmente preocupado com os efeitos sociais da crise» gerada pela pandemia de covid-19. «Também se falou de África e a Santa Sé acompanha meticulosamente o que se passa na CPLP e em, particular, o que se passa em Moçambique, e falámos da América Latina e, em particular, da Venezuela», adiantou.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, escolheu o Vaticano para a sua primeira deslocação oficial após assuumir o novo mandato, à semelhança do que fez há cinco anos. O chefe de Estado precisou à imprensa que ofereceu ao Papa uma obra sobre a igreja de São de Roque, enquanto o portal de notícias do Vaticano revela que o Papa, por sua vez, ofereceu «uma coletânea de 7 volumes de sua autoria, uma cópia do documento sobre a Fraternidade assinado em Abu Dhabi, uma cópia da Mensagem da Paz 2021 assinada e datada de hoje e uma escultura em bronze representando um aperto de mãos».


Motivo de «regozijo» para o Santuário de Fátima

O reitor do Santuário de Fátima, Pe. Carlos Cabecinhas, mostra-se muito satisfeito com a notícia hoje tornada pública por Marcelo Rebelo de Sousa. «Saber hoje, depois do encontro com o Sr. Presidente da República, que o Papa pretende voltar a Fátima por ocasião da JMJ é motivo de grande regozijo e o santuário prepara-se para o receber de braços abertos», declarou, numa declaração audio enviada à Família Cristã.

O reitor afirma que «a JMJ é já um horizonte que acompanha toda a nossa vida pastoral até 2023, a própria JMJ tem um tema mariano, que nos diz muito e toca muito a vida do santuário», acrescentando que esta «opção pastoral» do santuário se vê agora «coroada com esta notícia de que o Papa pretende vir a Fátima nessa ocasião». 

Neste sentido, o reitor do Santuário de Fátima afirma que o santuário vai «preparar-se para o acolher da melhor forma e sobretudo para vivermos esse momento de forma intensa, ajudando os peregrinos a experimentar a proximidade, não só de Maria, mas também a proximidade do sucessor de Pedro».
 
Texto: Ricardo Perna
Fotos: Vatican Media






 
Continuar a ler