Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Portugal vai acolher a JMJ de 2022 (em atualização)
27.01.2019
Portugal foi anunciado como sede da XXXV Jornada Mundial da Juventude, que irá decorrer em 2022. O anúncio foi feito pelo cardeal Kevin Farrell, presidente do Dicastério dos Leigos, Família e Vida, da Santa Sé, no final da eucarista de encerramento da Jornada Mundial da Juventude, originando grande festa por parte dos muitos portugueses que se encontravam no local.


As reações não se fizeram esperar. D. Manuel Clemente, Cardeal Patriarca de Lisboa, afirmou, em declarações à Agência Ecclesia e à Renascença que era «a confirmação de algo que já esperávamos há algum tempo em Portugal». «As nossas 20 dioceses há muito tempo que têm este sonho de ver uma Jornada Mundial da Juventude em Portugal, porque também corresponde a um grande dinamismo da nossa juventude católica que, de ano para ano, manifesta este gosto de ter um acontecimento destes entre nós», referiu.
 
O Cardeal Patriarca fala de «um canto do mundo onde a Europa se aproxima de África, onde Europa e África olham pelo Atlântico para estas Américas. Toda a gente lá vai estar, com gosto, com empenho, e nós vamos fazer todo o possível para que corra de uma maneira fabulosa, tão fabulosa como foi esta feliz notícia que o Papa Francisco nos acaba de dar».
 
Também presente no Panamá, Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da República, se congratulou com o anúncio. Num vídeo gravado, e de braços esticados, exprimiu toda a sua satisfação. «Conseguimos! Conseguimos, Portugal, Lisboa. Esperávamos, desejávamos, conseguimos! Vitória. Vitória obviamente de Portugal, vitória do povo católico em português, vitória da igreja católica, do episcopado, mas vitória da língua portuguesa e da lusofonia», exclamou.
 
Segundo o Presidente da República, um dos fatores que pesaram na decisão de escolher Lisboa foi a aproximação a África, continente que nunca acolheu uma Jornada Mundial da Juventude. «Na discussão no Vaticano um ponto essencial era a abertura a África, que nunca acolhe estas Jornadas. Pensou-se “qual é o país que é a melhor plataforma giratória para todos os continentes e sobretudo para África”. E como é que é possível que de África venham a Portugal muitos peregrinos, muitos jovens. Isso foi também um argumento decisivo», explicou.

A Câmara Municipal de Lisboa, cujo presidente também esteve no Panamá, publicou entretanto um vídeo que dá as boas-vindas a todos os jovens em 2022, vídeo que conta com a participação, para além de Fernando Medina, do Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, de António Costa, primeiro-ministro, e de Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, que pode ser visto aqui.

Fernando Medina também já reagiu lá, no Panamá, em mais uma mensagem vídeo partilhada pelas redes sociais:

 
Texto: Ricardo Perna
Continuar a ler