Precisa de ajuda?
Faça aqui a sua pesquisa
Voluntários imprimem materais 3D para ajudar quem precisa
16.06.2020


Luís Raposeiro, da APT3D, explica que os mais de 500 voluntários começaram por imprimir viseiras e pentes para prender as máscaras. Alguns dos materiais ainda estão em segredo, mas os voluntários estão a produzir filtros, uma espécie de capacetes para «profissionais de áreas infetocontagiosas, tubos para ventiladores ou consumíveis». Os mais de 500 voluntários, as entidades parceiras, e quem precisa do material de proteção unem-se numa plataforma na internet (http://apt3d.org/). Para Luís, com a «vida à volta disto dos 3D» a experiência tem sido enriquecedora. «Temos pessoas entre os 20 anos e quase aos 40. Temos uma mistura de experiências, de idades, e isso tem sido um crescendo, uma evolução muito grande. Trabalhar com pessoas mais novas e mais velhas há um entrosamento de conhecimentos. Tem sido excecional. Tenho aprendido muito, tenho ensinado muito também. Muito poucas horas de sono, por uma boa causa. Mas tem sido muito gratificante a nível pessoal», diz a rir.
 
Entrevista, texto, edição: Cláudia Sebastião
Fotos: Direitos Reservados